O ingrediente básico que toda a gente está a usar para emagrecer

O ingrediente básico que toda a gente está a usar para emagrecer

De tempos a tempos, aparece um ingrediente que é apontado como sendo um super aliado no combate aos quilos extra e na manutenção da boa forma. Depois do gengibre ou da curcuma, a grande estrela do momento é a pimenta caiena. A especiaria fez parte da dieta da diva Beyoncé e da atriz brasileira Bruna Marquezine.

Nativa da América do Sul, terá chegado à Europa, através de Cristóvão Colombo, para substituir a pimenta preta, mais cara e oriunda da Ásia. Pelo mundo, esta pimenta também é conhecida como piri-piri, malagueta ou gindungo.

O tempero, de sabor picante, é fonte de vitamina A e betacaroteno. Tem como princípio ativo a capsaicina, muito utilizada em cremes analgésicos e anti-inflamatórios. Esta pimenta traz ainda benefícios cardiovasculares, ajuda a prevenir úlceras estomacais e no alívio da dor.

“A substância capsaicina tem propriedades termogénicas que ajudam a acelerar o metabolismo e a inibir o apetite. Se gosta de picante, adicione um pouco desta pimenta aos seus pratos”, sugere a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

A boa fama do alimento é real e seu valor benéfico é elevadíssimo, por isso os especialistas dizem que a pimenta caiena deve ser usada para temperar alimentos como carne, frango, peixe, salada, arroz, sopa, caldos, omeletes e até para preparar molhos.

Outra opção é preparar um chá ou uma infusão com a especiaria para ajudar no processo de emagrecimento. Assim fica mais fácil bebê-la ao longo do dia. Basta adicionar uma colher de chá de pimenta em pó a uma chávena de água e ir bebendo. Se preferir, adicione o sumo de meio limão. Simples e eficaz.

Esta bebida é ótima para combater uma constipação e ajuda a descongestionar. Versátil, pode ser ainda misturada com alimentos adocicados, como em shakes de banana.

Não há um horário exato para consumi-la, mas o ideal é criar o hábito de adicionar a pimenta caiena à refeição que costuma ser mais reforçada. O efeito inibidor da fome deve ser perceptível logo no primeiro dia de consumo.

Fonte: Nit.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *